Economia Circular - Repensando o consumo de maneira inteligente

Atualmente, o processo produtivo usado pela maioria das indústrias em todo o mundo é aquele conhecido como economia linear, que consiste na extração > produção > descarte dos resíduos que sobram dos produtos, quando estes não podem ser mais utilizados.


O problema da economia linear é que os recursos usados para a produção não são renováveis, e, assim, com o tempo vão se esgotando, o que faz com que o processo de extração fique mais caro, a natureza seja mais degradada, e também acarreta a poluição do solo, rios, etc., devido ao descarte incorreto dos resíduos.


Existe um processo chamado Economia Circular, que propõe a reutilização inteligente dos resíduos ao invés de descarta-los, e ela já está sendo adotada por algumas grandes empresas mundiais. Conheça melhor esse processo.

A ideia central da economia circular é utilizar e reutilizar, ou seja, aproveitar todas as partes de um produto ao máximo e da melhor forma possível. Esse conceito é conhecido como Cradle to Cradle, que em tradução para o português significa do berço ao berço, e consiste em justamente aproveitar o objeto em fluxos cíclicos, preservando e transmitindo seu valor.


Esse modelo é baseado no funcionamento da própria natureza e dos ecossistemas naturais, que sobrevivem há bilhões de anos através de processos cíclicos. Pense em um animal que nasce, cresce se alimentando, suas fezes servem de adubo para as plantas, e, quando esse animal morre, seu corpo se decompõe em resíduos que contribuem para o enriquecimento do solo. Assim segue-se novamente com outros animais, em novos ciclos e renovações.


A economia circular propõe produzir objetos com materiais que possam ser reaproveitados. Assim, por exemplo, a máquina de lavar, os celulares, ventiladores, etc., ao invés de serem descartados, podem ter sua parte técnica reaproveitada para gerar novos objetos.


As contribuições são diversas, não só para a natureza mas também para o lado financeiro. De acordo com a revista Nature, a adoção dessa forma de se relacionar com os bens economizaria a extração de recursos naturais do planeta, diminuiria o consumo de energia, criaria empregos, e, claro, reduziria os custos na produção dos materiais.

Essa é uma ótima alternativa, não é mesmo?


Então que tal ajudar a espalhar essa ideia e consumir de forma consciente?

Vamos nos unir em prol de uma sociedade que luta pela preservação do meio ambiente aliada ao desenvolvimento econômico das empresas.


Fonte:

Adaptado de Ideia Circular

Ellen MacArthur Foundation

Logo Assinatura Branca.png

VOLTE AO TOPO