Descartes de lixo no mar: impactos negativos

Os impactos do lixo no mar podem ser compreendidos através de algumas informações.


Por exemplo: estima-se que 80% do lixo presente nos mares tenha origem em terra, e atingem os dos oceanos através dos cursos d’água. Podemos destacar também o dado presente na imagem, de que 705 do lixo presente nos mares brasileiros é composto por plástico.

O lixo marinho é composto por diferentes materiais sólidos como os plásticos (acima mencionados), filtros de cigarro, vidro, metal e madeira.


O descarte desses materiais no mar são causas de impactos ambientais negativos de grande ordem e que precisam ser urgentemente combatidos. Os lixos no mar representam grande ameaça para a saúde dos mares, rios e lagos, e também à economia e à própria sociedade.


Esses resíduos, principalmente o plástico, podem ser engolidos pelos animais, que acabam por morrer sufocados. O impacto negativo pode atingir todo um ciclo, afinal, quando um peixe ingere um plástico e permanece vivo, ele pode ser pescado chegar ao consumidor com o lixo no estômago.


Além disso, o descarte de lixos nos mares causa o aumento de gastos das autoridades com a limpeza das bacias hídricas e também a perda de receita às cidades por ser um ponto muito negativo ao turismo e ao lazer. Importante destacar também como a presença dos lixos nos mares pode afetar a eficiência e segurança do tráfego aquaviário, aumentando a necessidade de reparos em barcos, navios e outros veículos, e elevando também os custos para a pesca e o turismo. Vemos assim como o lixo nos mares pode afetar a economia.


Por fim, mas não menos importante, o descarte de resíduos no mar traz riscos à saúde humana, já que ocorre a liberação de substâncias químicas que contaminam os animais, muitos dos quais são consumidos pelo homem.


Quando diferentes materiais são descartados no mar, geralmente levam-se muitos anos para que eles sejam degradados. Alguns exemplos são:


Lata de alumínio – 200 anos

Garrafa plástica – 450 anos

Linha de Pesca – 600 anos


A conscientização é o primeiro passo para a preservação!


Juntos podemos mudar essa realidade, em benefício dos nossos mares e de todos os seres vivos que neles vivem.

Comece por você mesmo, jogando lixo no lixo. Vamos lutar contra a poluição do meio ambiente.

Fontes:

Biblioteca da Mináguas

Ministério do Meio Ambiente

Marinha do Brasil